GM INVESTE R$ 1.2 BILHÃO PARA AMPLIAR E MODERNIZAR FÁBRICA EM SÃO CAETANO DO SUL

GM INVESTE R$ 1.2 BILHÃO PARA AMPLIAR E MODERNIZAR FÁBRICA EM SÃO CAETANO DO SUL

Por 24H News 25/02/2018 - 13:33 hs

Unidade tem instalações reorganizadas para receber tecnologias inovadoras de manufatura

A General Motors Mercosul apresentou hoje, 20 de fevereiro, as obras de expansão do Complexo Industrial de São Caetano do Sul (SP), que resultam dos novos investimentos de R$ 1,2 bilhão na unidade. A unidade ganha novo prédio construído com telhas translúcidas, luzes de LED com automação de dimer, ventilação natural, entre outros conceitos de construção sustentável e passa a ocupar 432.300m² de área construída. Como parte do projeto, a unidade terá todas as suas instalações internas redesenhadas e vai incorporar novas tecnologias de manufatura 4.0.

O evento contou com a presença do Governador Geraldo Alckmin, do Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima e do prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior.

Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, anunciou que a fábrica terá sua capacidade anual ampliada de 250 mil para mais de 330 mil veículos por ano.

“A GM celebra 93 anos no Brasil em um processo acelerado de crescimento e inovação. Os novos investimentos vão transformar o Complexo Industrial de São Caetano do Sul em um dos mais eficientes e avançados da indústria. As novas instalações vão permitir a Chevrolet seguir entregando produtos de alta qualidade e tecnologia para continuar liderando o mercado brasileiro”, disse Zarlenga.

O montante de R$ 1,2 bilhão que a GM está aplicando na fábrica faz parte do maior plano de investimentos da empresa em toda sua história no Brasil, com um total de R$ 13 bilhões que estão sendo aplicados no país entre 2014 e 2020.

Manufatura 4.0
Uma das fábricas mais versáteis e flexíveis da GM, onde de uma mesma linha saem produtos diversos como o Cobalt, Onix, Spin e Montana, o Complexo de São Caetano do Sul vai receber novas tecnologias de manufatura inteligente (4.0), incluindo prensas de última geração, solda a laser, novo sistema de montagem de motor e transmissão, novas injetoras plásticas, novo processo de na funilaria e novo transportador de veículo na linha de montagem.

A transformação pela qual a fábrica está passando foi viabilizada graças à parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul, destaca Marcos Munhoz, vice-presidente da GM Mercosul. “O suporte do sindicato foi fundamental na tomada de decisão sobre os novos investimentos, que vão colocar a fábrica de São Caetano do Sul em um novo patamar de competitividade”, disse Munhoz”.

Complexo ainda mais sustentável 
Tanto a demolição do antigo prédio como a construção da nova instalação foram pautados pela sustentabilidade e boa parte do entulho gerado na demolição foi reciclado e reutilizado na nova própria obra, reduzindo o impacto ambiental.

Além disso, a GM inaugurou no Complexo em 2017 o maior sistema de aquecimento solar da indústria automotiva. São 560 metros quadrados instalados no telhado da fábrica em São Caetano do Sul, para fornecer água quente aos chuveiros do vestiário da fábrica, o equivalente a abastecer o consumo diário de 900 casas.

O sistema conta com 280 placas solares e sistemas de bomba de calor, com capacidade para abastecer 300 chuveiros, eliminando a necessidade de uso de vapor e evitando o consumo de gás natural. Essas e outras ações no campo da sustentabilidade e o apoio a projetos sociais sempre estiveram presentes no histórico da empresa nessas últimas nove décadas, especialmente nos últimos anos e cada vez mais no futuro.

Ainda em São Caetano do Sul, por exemplo, desde 1989 foi implantado um sistema de reuso do efluente industrial, que é utilizado nos processos industriais, evitando o consumo de água potável. Estes sistemas possibilitaram o reuso de mais de 628 milhões de litros desde 2005, sendo 121 milhões apenas no ano de 2016.

No Mercosul, a GM já conta com quatro fábricas certificadas de acordo com a ISO 50.001, a norma de gestão de energia, sendo a fábrica de São Caetano do Sul a mais recente a receber a certificação em janeiro de 2017.

Entre os reconhecimentos globais, as fábricas de São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes e Gravataí foram selecionadas pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos por terem reduzido o consumo de energia dentro do prêmio “Energy Star Challenge for Industry”, a única montadora a ter este reconhecimento no Brasil.

A política ambiental da companhia foi reconhecida com importantes premiações, como as recertificações do Wildlife Habitat Council (WHC), pelo trabalho de preservação de áreas verdes e educação ambiental em Gravataí (RS), Joinville (SC) e São José dos Campos, São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes (SP). Além disso, a GM premia os melhores projetos de seus fornecedores, concessionários e empregados na área de sustentabilidade com o “Prêmio GM de Sustentabilidade”.

Marcos históricos da GM de São Caetano do Sul
1927

  • Início da construção da fábrica de São Caetano do Sul.

1930

  • Marca de 50.000 veículos Chevrolet no Brasil e, em 1º de outubro, foi iniciada a montagem de veículos em São Caetano do Sul.

1934

  • Em 1934, saía da fábrica de São Caetano do Sul o primeiro ônibus com carroceria de madeira feito no Brasil.

1968

  • Em novembro de 1968, é lançado o primeiro carro de passageiros Chevrolet produzido no Brasil, o Opala, com quatro portas. Para montá-lo, a fábrica passou por ampliações.

1979

  • Em 12 de dezembro, a fábrica de São Caetano do Sul comemora a produção do veículo de número 1.500.000.

1982

  • Em 1982, o complexo inicia a confecção do Monza, que poucos anos depois se tornaria o modelo mais vendido do mercado nacional por três anos consecutivos.

1988

  • Em 2 de fevereiro, é inaugurado o Centro Tecnológico em São Caetano do Sul.

1989

  • Em 5 de outubro, inauguração da Estação de Tratamento de Efluentes Industriais Ácido-Álcalis de São Caetano do Sul.

1992

  • Em abril de 1992, o Opala sai de linha, após 23 anos ininterruptos de produção, com a marca de quase 1.000.000 de unidades produzidas, dando lugar ao Omega.
  • No mesmo ano, a fábrica de São Caetano do Sul coloca em funcionamento a sua estação de tratamento de efluentes industriais oleosos.

1993

  • GM comemora a produção do Chevrolet número 5.000.000, um Vectra GSi, versão esportiva do modelo recém-lançado e também feito na unidade em SCS.
  • O Centro de Treinamento Chevrolet de São Caetano do Sul é inaugurado em 13 de dezembro, juntamente com o Centro de Atendimento ao Cliente Chevrolet.

1995

  • A General Motors obtém, em fevereiro, o certificado de qualidade da norma ISO 9002 para as fábricas de veículos de passageiros de São Caetano do Sul. A GM é a primeira indústria automobilística da América Latina a conquistar a certificação para duas fábricas completas.
  • Em 5 de junho, a fábrica de São Caetano do Sul comemora a produção do seu veículo número 3.000.000.

1998

  • Em setembro 1998 é o Kadett que deixar de ser fabricado em São Caetano do Sul para o início da produção do Astra, que seguiu em linha até 2011, assim como o Vectra.

2008

  • Em 2008, com mais uma expansão da fábrica, novos funcionários precisaram ser contratados e é aberto um terceiro turno de produção.

2010

  • A unidade de São Caetano do Sul passou por uma grande reformulação e iniciou a fabricação da Nova Montana, do Cobalt e do Cruze Sedã.

2012

  • Spin e o Cruze Hatch chegam para completar a nova linha produtos da fábrica.  

2013

  • Foi comemorado em março, no complexo industrial de São Caetano do Sul, a produção do Cobalt número 100.000.
  • São Caetano do Sul recebe o Energy Star Award (U.S. Environmental Protection Agency – a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos) – EPA Challenge for Industry
  • A fábrica da General Motors de São Caetano do Sul foi reconhecida pela Wildlife Habitat Council (WHC), organização internacional sem fins lucrativos dedicada à conservação da natureza.

2014

  • Em 2014 o complexo atinge 6 milhões de carros produzidos, um recorde histórico para a GM na América do Sul.

2015

  • Inaugura o MASC, Centro Logístico de Recebimento e Sequenciamento de Materiais Produtivos em São Caetano do Sul, onde utiliza-se de um método de gerenciamento inovador para os padrões da indústria automobilística e tem como objetivo elevar a produtividade.
  • Complexo da GM em São Caetano do Sul completa 85 anos, sendo a fábrica de automóvel há mais tempo em atividade no país.
  • Operação de São Caetano do Sul recebe certificado ISO 50.001.

2017

  • Operação em São Caetano do Sul recebe o reconhecimento de Aterro Zero.
  • Inaugura o maior sistema de energia solar da indústria com 560 metros quadrados de sistema solar instalados na fábrica de São Caetano do Sul
  • Spin alcança a marca de 200 mil unidades produzidas em São Caetano do Sul
  • Reconhecimento de Energy Managment Insight Award do Clean Energy Ministerial (CEM).
  • O Complexo recebe o Environmental Award da Corporação
  • O projeto Ecogren, voltado à educação ambiental das crianças no município, é implementado.

 

Confira os principais modelos fabricados em São Caetano do Sul desde sua inauguração:

  • Opala
  • Monza
  • Omega
  • Vectra
  • Corsa
  • Kadett
  • Astra
  • Montana
  • Cobalt
  • Cruze
  • Onix Joy
  • Spin

Fundada em 1911, em Detroit, a Chevrolet é uma das maiores marcas de veículos do mundo, com negócios em mais de 100 países e vendas anuais de mais de 4.0 milhões de veículos. A Chevrolet oferece aos clientes veículos com consumo eficiente, com um desempenho envolvente, um design inovador, características de segurança passivas e ativas e tecnologia de fácil utilização. Mais informações a respeito dos modelos Chevrolet podem ser encontradas no site www.chevrolet.com

Em 2017, as operações na Argentina e Brasil foram integradas na GM Mercosul. No ano de 2017 a Chevrolet vendeu nos dois mercados 517.127 mil veículos, sendo 394.157 mil no Brasil e 122.970 mil na Argentina. A GM Mercosul tem quatro Complexos Industriais que produzem veículos, motores e componentes em São Caetano do Sul, São José dos Campos e Gravataí, no Brasil e em Rosário, na Argentina. Conta ainda com unidades em Joinville (produção de motores e cabeçotes de alumínio), Mogi das Cruzes (produção de componentes estampados) e Indaiatuba (Campo de Provas), Centros Tecnológicos em São Caetano do Sul e Rosário e Centros Logísticos em Sorocaba e General Rodriguez, em Argentina.