Descartada segunda suspeita de febre amarela em Osasco

Febre de paciente, em observação no pronto socorro do Jardim D´Abril, passou e não há indício algum da doença. Equipe médica já descartou possibilidade de febre amarela. Informação foi dada pelo secretário da Saúde, José Carlos Vido.

Por Redação 17/01/2018 - 18:47 hs

O secretário da Saúde de Osasco, José Carlos Vido, descartou, nesta quarta-feira, a segunda suspeita de febre amarela na cidade. Desde a manhã de terça-feira, um rapaz estava em observação no Pronto Socorro do Jardim D´Abril, na divisa com São Paulo.
 
Ele apresentava febre alta e como esteve na região de Mairiporã, uma dos municípios com surto da doença, a prefeitura optou por mantê-lo no PS até que alguns exames fossem feitos. Os resultados ainda não chegaram, mas como a febre cessou e ele não apresentou sintoma algum que pudesse induzir ao diagnóstico de febre amarela, a equipe médica descartou a probabilidade de ser um segundo caso em Osasco.
 
Vido disse que a equipe da Saúde está checando todas as possíveis suspeitas. Até o momento, apenas o morador do Rochdale, na Zona Norte, falecido no domingo, tem confirmação extraoficial da doença. A prefeitura aguarda laudo das vísceras a ser emitido pelo Instituto Adolf Lutz. Somente este exame garantirá 100% da causa morte, embora Vido admita que tudo leve a crer que o rapaz de apenas 27 anos tenha mesmo sido vítima da doença. O resultado demora, em média, 30 dias.
 
Uma terceira suspeita, de uma mulher que esteve em Ilhabela, no litoral, foi descartada. Ela está com dengue. Novos boatos e mensagens falsas, nas redes sociais, apontavam uma outra vítima na região central de Osasco. Foi descartada também. O secretário informou que não tem nenhum paciente internado ou em observação, na cidade, sob suspeita de ser febre amarela.