Osasco deve sediar duas novas empresas de tecnologia

"Elas ocupam pouco espaço, geram muitos empregos e pagam altos salários", afirmou o prefeito Rogério Lins sobre empreendimentos de grande porte que devem trazer suas sedes para a cidade

Por Redação 15/08/2017 - 17:16 hs

Estão em fase final de negociação os processos de mudança, para Osasco, das sedes de duas empresas de grande porte do ramo de tecnologia. O anúncio foi feito pelo prefeito Rogério Lins, na noite de segunda-feira, durante lançamento do projeto de revisão do Plano Diretor da cidade.

“As conversas estão bastante adiantas e a vinda dessas empresas deve acontecer ainda este ano. Elas ocupam pouco espaço, geram muito emprego e pagam altos salários”, explicou.
Por enquanto, nada de nomes. Lins prefere aguardar até que o martelo seja batido para fazer o anúncio oficial. Mas já adiantou alguns detalhes das empresas que estão de “malas prontas” para vir a Osasco. Uma delas deve ocupar um terreno na avenida dos Autonomistas. E a outra, uma área na rua Narciso Sturlini.

Ainda segundo o prefeito, elas têm porte semelhante a outra duas “gigantes” do setor de tecnologia já instaladas na cidade - a Submarino e a Mercado Livre, ambas em Presidente Altino. 
Lins afirma ainda que pesam, a favor de Osasco, na análise pelas empresas dois fatores: a boa infraestrutura e a localização.  “Um dos grupos que a gente está tentando trazer está bastante animado, porque temos Castelo Branco, Rodoanel e marginais, tudo perto daqui. Temos também uma área relativamente pequena, de 67 km². Então, é rápido ir a qualquer lugar. E esse é um atrativo muito bom”, afirmou.

O prefeito afirmou ainda que o diálogo com empresas, para trazerem suas sedes para Osasco, “é constante”. E lembrou de um convite recente. “Quanto estive com o pessoal do Uber, também os convidei para vir para cá”, destacou, referindo-se à reunião para anúncio da empresa de transporte individual como patrocinadora do time de basquete da cidade.